Monthly Archives: January 2014

Me ajuda?

Standard

Image

Eu já me apaixonei. Olha é tão difícil dizer isso, mas eu já me apaixonei. Foi doloroso sabe? É um coisa inexplicável, o pior de tudo é que eu não pudi fazer nada, eu só podia vê-lo feliz ao lado de uma garota, que eu simplesmente não suportava, eu não a suportava pelo fato de ela estava o fazendo feliz e eu, foi tão difícil ver ele com outra, foi difícil saber que não era correspondida.Mas sabe essa paixão eu a esqueci !

Olha eu tenho medo, medo de me apaixonar de novo, só que dessa vez por você. Tá sendo mais difícil que antes, talvez por você ser meu melhor amigo, por estar comigo sempre, por dizer que me ama todos os dias quando nos falamos, por me dar aquele abraço forte que só você sabe dar, por me fazer rir de um jeito que me faz esquecer que tinha algum problema. 

Isso é realmente pior do que minha primeira paixão, a minha primeira paixa se tratava de um colega, que eu via um vez na semana, que brincava comigo, mas que só com isso me fazia flutuar, que só com um sorriso me vinha um friozinho na barriga. Agora vem você com essa paixão inserta, essa coisa que me faz ir no céu e voltar só de ver uma mensagem.

Olha vamos fazer um trato? Não diz que me ama, ou que nunca vai me trocar, não da aquele sorriso magico que me faz sorri junto e não me da aquele abraço que me faz rodopiar no ar enquanto eu me sinto a pessoa mais amada do mundo. Isso sim é injusto, não saber o que realmente sinto por você, é completamente injusto, é injusto você me abraçar desse jeito que me faz tão bem, é injusto você dizer que me ama, você não sabe o quanto essa palavras rodam a minha cabeça durante todo o dia e quando finalmente eu consigo “esquecer” você vem dizendo coisas fofas, fazendo graça ate eu não ter mais força pra ri.

Desculpa, por sentir tantas coisas por você, sendo que você só é meu melhor amigo. Por favor, como um bom melhor amigo, me ajuda a te esquecer?!

P.S eu amo você

Advertisements

Carta de uma solitária

Standard

Image

“Os dias andam passado rápido, mais rápido do que eu imaginava… Eu continua aqui sentado, de frente para um computador, onde leio livros e histórias, que acho que acontecera comigo, mas eu continuo movendo os dedos apenas pra digitar, escrever fatos do cotidiano que havia acontecido comigo ou algo do livro de alguma pagina qualquer de um romance conturbado… O tempo passou e eu parei de corre atras e fiquei sentada, por estar tão cansada de corre… O tempo passou e eu tenho que voltar a andar, a corre, fracassar e acerta.

Agora não consigo sair daqui, não consigo corre atras, as pessoas me dão um certo “nojo”, elas me ofendem, brigam comigo e eu ainda tive um dia a capacidade de corre atras, agora não mais, agora eu vou corre atrasa de mim, me levantarei e deixarei o computador de lado, vou procurar meus objetivos, vou alcançar todos eles, vou terminar os anos que me restam do ensino médio e quem sabe viajar depois disso.

O tempo passou, espero que ele continue assim, passando, espero que todos os meu erros sirvam de aprendizado e que agora nesse novo tempo acerte tudo que eu errei, agora com a cabeça erguida, sem abaixar um segundo para erguer a mão pra qualquer idiota que queira me derrubar, agora vai ser eu por eu mesma, agora não vou precisar sofrer por nada

O tempo passou e agora eu aprendi, que o amor é um sentimento que nós imaginas, que ele simplesmente só existe para iludir… O tempo passou e agora eu não serei uma das iludidas, por paixão, amizade, companheirismo ou coisas do tipo, o tempo passou e eu cresci de um jeito que nunca imaginei crescer, mas como algumas pessoas costumam dizer, o tempo passa a gente cresce, aprende, deixa os sentimentos de lado e o que foi ferido no passado… Agora que o tempo passou, o mundo mudou, agora que estou sozinha, posso crescer livremente, posso ser eu, sem julgamentos, sem amigos e sem amor.

E o tempo continua passando, até mesmo pra mim”

Dêssa Oliveira